No âmbito do plano de ação nacional da promoção da agricultura biológica “PAN-Bio 2025” e da campanha de sensibilização “Juntos contra o desperdício alimentar!”, o ministério da agricultura pediu a peritos em segurança alimentar que criassem uma formação destinada, num primeiro momento, aos municípios com vista a incentivá-los ao reforço dos esforços em torno de uma alimentação mais responsável e sustentável nas estruturas municipais de restauração coletiva. A formação foi tão bem-sucedida que o ministério decidiu deixar de a restringir às estruturas municipais, para a disponibilizar a todas as pessoas interessadas que trabalham na restauração coletiva.

Uma formação gratuita e personalizada

A formação assenta principalmente em quatro eixos:

Dois eixos para mais produtos locais e biológicos:

  1. 50% dos produtos usados nas cozinhas são provenientes da agricultura luxemburguesa, sendo que 2/5 provêm da agricultura biológica e 3/5 provêm da agricultura local, com prioridade para os produtos provenientes da agricultura de conversão.
  2. Os produtos “biolocais” e “locais” estão destacados no menu.

Dois eixos para contribuir para a luta contra o desperdício alimentar:

  1. Implementação de um sistema de pesagem ou medição semestral do desperdício alimentar: 2 vezes por ano, pesagem ou medição durante 3 semanas.
  2. Os restos das cozinhas são reutilizados noutras preparações, através de um procedimento interno e do cumprimento das boas práticas de higiene.

A formação é gratuita e personalizada em função das necessidades das várias estruturas. As pessoas que participarem na formação receberão um certificado no fim.

Quando?

A data deve ser acordada entre o responsável da restauração coletiva e o formador designado. A formação tem uma duração de 4 horas.

Onde?

A formação realiza-se nas infraestruturas do organismo de restauração coletiva que faz o pedido.

Com quem?

A formação é dada por profissionais especializados em formação para o setor alimentar.

Como fazer a inscrição?

Envie um e-mail para um dos seguintes endereços: bio@ma.etat.lu ou antigaspi@ma.etat.lu.

Mais informações?

Se precisar de informações adicionais, contacte uma das seguintes pessoas: