Nós somos Antigaspi - e você?

No dia 29 de setembro celebramos o dia internacional da consciencialização sobre perdas e desperdício alimentar (International Day of Awareness of Food Loss and Waste). Este dia internacional de combate ao desperdício alimentar é uma iniciativa das Nações Unidas do ano 2020 que destacará o problema mundial das perdas e desperdício alimentar.

Um terço dos alimentos produzidos à escala mundial são desperdiçados! Ao mesmo tempo, 828 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de fome, sendo por isso inaceitável manter os braços cruzados. Além da obrigação moral de combater este flagelo, não podemos perder de vista a dimensão ecológica do problema. Ao reduzir e prevenir a perda e o desperdício alimentar, é possível diminuir as emissões de CO2 e reduzir o consumo de recursos de terra e água.

No Luxemburgo, temos como objetivo reduzir em metade o desperdício alimentar até 2030, tanto no comércio e na restauração, como junto dos consumidores. O mesmo se aplica à produção! No entanto, neste setor, não falamos de desperdício alimentar, mas sim de perdas alimentares.

Em 2016, o Ministério da Agricultura implementou uma campanha de sensibilização para o desperdício alimentar que tem como primeiros destinatários os consumidores. Com efeito, os agregados familiares são responsáveis por 75,3 % do desperdício alimentar no Luxemburgo – uma percentagem mais elevada do que nas cozinhas colectivas (10 %), restauração (7,4 %) e comércio (7,3 %). É por isso que o plano nacional de gestão de resíduos tem como objetivo reduzir o desperdício alimentar em 50 % até 2030.

Claro que o Ministério da Agricultura se junte ao dia internacional “Antigaspi”, colocando o dia 29 de setembro em destaque na sensibilização para as perdas e o desperdício alimentar.

No âmbito do dia internacional de combate ao desperdício alimentar, apresentamos-lhe uma série de iniciativas interessantes destinadas a eliminar o desperdício dos géneros alimentares no Luxemburgo.