29 de setembro 2020
Dia internacional da "Antigaspi"

Nós somos Antigaspi - e você?

No próximo dia 29 de setembro, vamos celebrar, pela primeira vez, o dia internacional da consciencialização sobre perdas e desperdício alimentar (International Day of Awareness of Food Loss and Waste ou IDAFLW)! Este dia internacional de combate ao desperdício alimentar é uma iniciativa das Nações Unidas que todos os anos, a partir de agora, destacará o problema mundial das perdas e desperdício alimentar.

Um terço dos alimentos produzidos à escala mundial são desperdiçados todos os anos! Ao mesmo tempo, cerca de mil milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de fome, sendo por isso inaceitável manter os braços cruzados. Além da obrigação moral de combater este flagelo, não podemos perder de vista a dimensão ecológica do problema. Ao reduzir e prevenir a perda e o desperdício alimentar, é possível diminuir as emissões de CO2 e reduzir o consumo de recursos de terra e água.

No Luxemburgo, temos como objetivo reduzir em metade o desperdício alimentar até 2030, tanto no comércio e na restauração, como junto dos consumidores. O mesmo se aplica à produção! No entanto, neste setor, não falamos de desperdício alimentar, mas sim de perdas alimentares.

Perdas alimentares

Alimentos perdidos durante a produção ou a transformação e que, por isso, não são vendidos ou não chegam ao consumidor.
  • Legumes que não são apanhados;
  • Fruta que é descartada porque não satisfaz as normas de comercialização.

Desperdícios alimentares

Alimentos que são deitados fora nos supermercados, no setor da restauração ou pelos particulares.
  • Pão não vendido deitado ao lixo no fim do dia;
  • Restos de pizza que não se levam para casa depois de uma refeição no restaurante;
  • Salada que ficou esquecida no frigorífico e que já não pode ser consumida.
Em 2016, o Ministério da Agricultura implementou uma campanha de sensibilização para o desperdício alimentar que tinha como primeiros destinatários os consumidores. Com efeito, os agregados familiares são responsáveis por 42% do desperdício alimentar global (enquanto que a origem deste flagelo provém a 39% da indústria agroalimentar, a 14% da restauração e a 5% dos retalhistas). É por isso que o plano nacional de gestão de resíduos tem como objetivo reduzir o desperdício alimentar em 50% até 2030.

Claro que o Ministério da Agricultura tinha de se associar ao dia internacional da consciencialização sobre perdas e desperdício alimentar, colocando o dia 29 de setembro em destaque na sensibilização para as perdas e o desperdício alimentar.

No âmbito do primeiro dia internacional de combate ao desperdício alimentar, apresentamos-lhe uma série de ações interessantes destinadas a eliminar o desperdício dos géneros alimentares.

Se também tiver boas ideias e pretender criar um projeto pessoal, participe no convite à apresentação de projetos. As ideias mais originais terão direito a um apoio financeiro por parte do Ministério da Agricultura.
Antigaspi em acção

"Antigaspi"
em acção

DESCOBRIR
Antigaspi appel à projet

Apoiamos
o seu projecto

Participar

"Antigaspi" em acção

A F4A foi criada em finais de 2018. O seu rápido sucesso foi reconhecido por prémios internacionais que recompensaram o seu compromisso no combate ao desperdício alimentar.

A F4A estabeleceu como missão reduzir o desperdício alimentar ao nível dos supermercados. Graças às suas soluções tecnológicas, nomeadamente a sua aplicação digital, a F4A estabelece facilmente uma ligação entre os consumidores e os comerciantes. Graças à aplicação F4A, os comerciantes podem aumentar a visibilidade dos produtos que estão em fim de validade e informar os seus clientes em tempo real sobre a oferta de géneros alimentares a preços reduzidos.

Além disso, esta aplicação propõe um conjunto de receitas onde os utilizadores podem ir buscar inspiração.

Food4All Logo

Food4All

"Utilizar a F4A significa reduzir o desperdício alimentar, aumentar as margens líquidas dos comerciantes e permitir a toda a gente um acesso a uma alimentação de qualidade."
Ilana Devillers – Fundadora e CEO da F4A

f4a.icu
Antigaspi Frigo

Frigorífico antidesperdício em Tuntange

"O desperdício alimentar é um insulto à miséria."
Stephane Mossay – Gerente da pousada da juventude de Hollenfels

youthhostels.lu

A pousada da juventude de Hollenfels, em colaboração com o município de Helperknapp e o Ministério da Agricultura, instalou um frigorífico antidesperdício em Tuntange, no mês de setembro de 2019. O restaurante da pousada da juventude de Hollenfels e Marienthal coloca as refeições que tem em excesso neste frigorífico, onde o público pode vir servir-se por um preço de 3 € por refeição. Este frigorífico aplica o princípio do “primeiro a chegar, primeiro a servir-se”.

Em vez de deitar fora as suas refeições, a pousada da juventude dá-lhes uma segunda oportunidade de ser consumidas. Os habitantes de Tuntange, bem como os outros transeuntes podem assim aceder facilmente a um menu de alta qualidade em circuito curto. A pousada da juventude usa produtos com rótulo “Sou schmaacht Lëtzebuerg”, bem como produtos certificados “Fairtrade” e promove uma alimentação sustentável. Este projeto que se autofinancia permitiu evitar deitar fora duas toneladas de alimentos!

O conceito de BENU VILLAGE – a primeira ecoaldeia do Luxemburgo, mais precisamente, na fronteira de Esch – surgiu em 2015 e promove uma economia circular socioecológica. Os profissionais podem alugar espaços na aldeia e desenvolver a sua atividade, desde que ela se adeque à carta BENU, que se baseia em valores de transparência, responsabilidade social, produção local e excelência ecológica.

Por enquanto, a Aldeia BENU ainda está no começo. Prevê-se que nela se instalem uma empresa especializada no upcycling de roupa design, uma plataforma de venda para o upcycling artístico social e um restaurante antidesperdício. O primeiro restaurante antidesperdício no Luxemburgo destaca a alimentação local bio e, claro, o combate ao desperdício dos géneros alimentares. O objetivo é cozinhar exclusivamente com alimentos recuperados (rescued food) que nunca chegaram às prateleiras dos supermercados. Mesmo que cumpram as normas, os clientes não lhes ligam por motivos estéticos. O restaurante será inclusivo. O restaurante antidesperdício, que se encontra ainda em fase de desenvolvimento, será construído exclusivamente com a ajuda de materiais reciclados e abrirá portas no fim do ano.

BENU Logo

Restaurante BENU

"Com todos os géneros alimentares produzidos todos os anos que não são consumidos nem pelas pessoas nem pelos animais, seria possível preparar três refeições por dia para cada habitante do planeta. Além disso, cada agregado familiar deita fora 100 kg de alimentos todos os anos. É absolutamente escandaloso. O restaurante BENU propõe uma alternativa ao preparar refeições de elevada qualidade para consciencializar as pessoas que é possível outra abordagem."
Georges Kieffer – Iniciador da Aldeia BENU

benu.lu

Dudelmagie Logo

Dudelmagie

"Quer seja demasiado grande ou pequeno, todos os ovos são valorizados."
Marc Emering – Proprietário da Biohaff An Dudel

dudelmagie.lu

Em 2007, a exploração leiteira clássica abandonou a sua atividade para se dedicar à engorda de frangos bio. A Dudel-Magie foi criada em 2013 e comercializa desde então frangos e massa dessa marca. A ideia de fabricar massa surgiu para reaproveitar os ovos que não podiam ser comercializados por não satisfazerem as normas de comercialização em vez de os deitar fora! Em 2014, a Dudel-Magie foi premiada pelo Bio-Agrar-Präis na categoria “Transformação de produtos biológicos”.

Esta iniciativa inovadora permite não só reduzir o desperdício alimentar, mas graças aos circuitos curtos, tem também um impacto positivo na pegada ecológica das massas.

Demasiado torto, demasiado pequeno, demasiado grande, demasiado imperfeito: a ideia subjacente à on.perfekt é criar a primeira loja que vende alimentos imperfeitos no Luxemburgo, para lutarmos juntos contra o desperdício alimentar. Esta loja visa dar uma segunda oportunidade aos alimentos que devem ser descartados porque não correspondem às normas ou porque ultrapassaram a data de validade.

A loja pretende também apoiar os produtores locais e regionais, através de uma segunda colheita nos produtores hortícolas regionais ou através da recuperação dos produtos não vendidos junto dos pequenos produtores, das mercearias e dos supermercados. Os consumidores têm liberdade para pagar o preço que consideram justo. A on.perfekt é uma cooperativa no âmbito da qual os membros ativos oferecem ajuda na loja e nos campos.

Neste momento, a on.perfekt está à procura de pessoas que pretendem envolver-se ativamente no projeto. Num primeiro momento, a loja funcionará como loja pop-up e, em seguida, uma filial abrirá portas no norte ou no centro do país.

Onperfekt Logo

On.perfekt

"O mundo não é perfeito, por que motivo os nossos legumes têm de o ser?"
Aline Hentz, Fabienne Faber & Julia Gregor - Fundadoras da on.perfekt

onperfekt.lu

Foodsharin Luxembourg Logo

Foodsharing Luxembourg

"Quando sabemos quantos alimentos devem ser descartados e deitados fora, não podemos manternos indiferentes. Isto motivou-me a mudar de forma ativa e duradoura o sistema no qual vivemos."
Michelle Kleyr – Cofundadora da Foodsharing Luxembourg

foodsharing.lu

A Foodsharing Luxembourg surgiu em 2019 sob a forma de uma associação sem fins lucrativos que visa reduzir o volume de resíduos alimentares no Luxemburgo.
Vários projetos devem contribuir para este objetivo:

  • Cooperações com lojas alimentares, restaurantes, cafés, etc. para recuperar e redistribuir os restos que não podem ser vendidos;
  • Instalação e manutenção de frigoríficos abertos para partilhar os alimentos excedentários dos agregados familiares;
  • Sensibilização, nomeadamente com a ajuda de stands de informação e ações culinárias.

Todos os meses, uma sessão de informação é organizada, no âmbito da qual as pessoas interessadas podem informar-se sobre a associação.

A Eppelpress é uma empresa familiar que produz, desde 2008, sumos, xaropes, compotas e vinagre balsâmico com a ajuda de fruta regional. E como não há fruta sem abelhas, a Eppelpress tem há dois anos os seus próprios enxames de abelhas que se encarregam de polinizar as flores das árvores de fruto. Mel e aguardente de mel completam a oferta.

As pessoas podem dirigir-se à Eppelpress por marcação. A partir de 200 kg de maçãs, podem pedir uma sidra acabada de fazer. É também possível entregar fruta excedentária na Eppelpress. Neste caso, essa fruta entra no circuito de produção.

O bagaço da fruta serve para alimentar as vacas na empresa agrícola ou é entregue à central de biogás para produção de energia.

A Eppelpress tem como objetivo apoiar a conservação e a manutenção dos nossos pomares. Este procedimento só faz sentido se pudermos explorar estes frutos. O procedimento antidesperdício inicia-se com a colheita dos frutos e a utilização que se faz deles.

Eppel Press Logo

Eppelpress

"Os nossos clientes estão envolvidos no processo de produção e conhecem, por isso, o valor da sua sidra. Em cada copo de sumo, sentimos o envolvimento deles, desde a primeira flor até à colheita das maçãs maduras. "
Jean-Paul Friederes – Fundador da Eppelpress

eppelpress.lu

Sozialepicerien- a Restauranten

Mercearias sociais e restaurantes

As pessoas em situação de vida precária nem sempre conseguem aceder facilmente a géneros alimentares. As mercearias sociais e os restaurantes sociais atacaram este problema com vista a prevenir o desperdício alimentar.

centbuttek.lu | buttek.lu | stemm.lu

As mercearias “Caritas Buttek” e “Croix-Rouge Buttek” propõem uma série de produtos de primeira necessidade a um terço de preço de compra. Esta oferta de primeira necessidade é completada por produtos que não foram vendidos no supermercado, mas que ainda são adequados ao consumo. Estes produtos são vendidos a um preço simbólico.

A gama de produtos das mercearias “Cent Buttek” é essencialmente composta por alimentos que os supermercados disponibilizam gratuitamente à associação. Os clientes contribuem com um donativo simbólico de 2 €, ou seja, 200 cêntimos (de onde provém o nome “Cent Buttek”) a cada passagem.

Nos restaurantes sociais da “Stëmm vun der Strooss”, pessoas em situações de vida precária podem ter uma refeição por 0,50 € e uma bebida por 0,25 €. Os alimentos são oriundos de uma parceria com um hipermercado, sendo recuperados e redistribuídos pela equipa da Atelier Caddy, outra iniciativa da “Stëmm vun der Strooss”.

Os colaboradores, essencialmente voluntários, estão encarregados de recuperar os alimentos junto dos supermercados, de fazer uma separação, de armazenar os alimentos, de garantir o bom funcionamento das lojas e de preparar os alimentos para o consumo no restaurante.

Convocatória de Projectos

Quer também envolver-se no combate ao desperdício alimentar? Então, informe-nos e apresente-nos o seu projeto antidesperdício. O Ministério da Agricultura apoia o(s) melhor(es) projeto(s) com uma dotação total de 7500 €.

Toda a gente pode participar: particulares, cooperativas, associações ou outras iniciativas. A única condição é o projeto contribuir para a prevenção e a redução das perdas alimentares e/ou do desperdício alimentar no Luxemburgo.

Além do apoio financeiro, os projetos selecionados são publicados e apresentados ao público, na plataforma antigaspi.lu.

Para apresentar um projeto, basta preencher o formulário “Apresentação de um projeto antidesperdício” e enviá-lo por via eletrónica (antigaspi@ma.etat.lu) ou postal (Ministère de l'Agriculture, de la Viticulture et du Développement rural, “Antigaspi”, 1, rue de la Congrégation, L-1352 Luxemburgo).

Atenção, a data-limite para apresentação de projetos é o dia 30 de novembro de 2020!

Poderá encontrar o formulário, bem como as disposições oficiais e informações adicionais em formato PDF aqui.

Aguardamos ansiosamente as suas ideias e agradecemos o seu envolvimento.

file-pdf-o linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram